Tweetar

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

DICAS DE AMSTERDÃ

Eu nunca tinha ido à Europa e, pra falar a verdade, não tinha muita vontade. Sempre ouvi falar que por lá o povo respira cultura e museu não é o lugar que eu mais gosto. Aliás, nem me lembro de ter visitado o Museu do Ipiranga, em São Paulo. Mas, em todo o caso mudei de ideia rapidinho como você vai ler já-já...

Comecei minha viagem por Amsterdã. Sim, a cidade tão famosa pelas drogas. Todo mundo que fuma maconha um dia sonha ei ir pra lá e se esbaldar. Então, meu primeiro aviso:




nas praias do Guarujá e de Santos vejo muuuuito mais gente fumando do que eu vi em Amsterdã.

Lá o fumo é liberado, mas apenas dentro dos chamados Coffee Shops, as nossas cafeterias. Por isso, querido amigo, se estiver em AMS e der vontade de beber um café, muita atenção pra não cair em lugar errado... Vá ao McDonalds e beba o espresso mais barato da Europa: só 1 euro...

Na média geral, dou 8,5 para Amsterdã! Cidade linda, charmosa, cheia de prédios lindos e confortáveis, seus canais belíssimos para serem observados e até navegados através dos inúmeros barcos de turismo, e tem muita coisa boa pra ser vista!

Recomendo o museu do Van Gogh, o museu de cera da Madame Tussaud (filial do famoso original inglês), o mercado a céu aberto do Albert Cuyp Market, a Heineken Experience (onde você aprende tudo sobre a cerveja famosa, personaliza a sua própria cerva e depois até pode degustar 3 copos de chopps deliciosamente gelados ou então 2 Pepsis - caso não beba!), a PC Hooftstraat, uma espécie de "Oscar Freire" de lá com lojas chiques e maravilhosamente caras, e o suntuoso shopping center Magna Plaza (fala-se Marrna Plaza).

As cervejas holandesas são deliciosas, e a melhor delas não é nem a Heineken nem a Amstel. É uma tal de GROLSCH. Simplesmente ímpar!! Ah, e fuja das cervas belgas, principalmente da Jupiter!! Ah, mas como sei que a curiosidade matou o gato é capaz que você experimente a Jupiter e fuja da Grolsch... Eu sei como é... rs...

Claro, que como tudo tem dois lados, também tem as diferenças culturais e as decepções...

Minha primeira decepção com a Holanda veio com seu povo: apressados, broncos e completamente mal educados, eles não estão nem aí pra você e o derrubam facilmente se não sair da frente deles. São extremamente altos e chucros. As mulheres também são altíssimas!! Acho que a média por lá beira 1m80 fácil...

Minha segunda decepção, se é que posso chamar assim, foi o incrível trânsito caótico de AMS! Ô doideira aquilo, meu!! A gente tem que prestar atenção nos carros... Motos... Bondes... Ônibus... Caminhões... Bicicletas (que vêm de todos os lados)... E o pior de todos: as scooters!! Isso mesmo, tem mais scotters que carros nas ruas, e elas andam pelas calçadas e pelas ciclovias e seus pilotos não precisam usar capacetes!! É uma loucura só! Eu até vi uma matéria sobre a intenção da prefeitura em mudar a legislação por causa da loucura, mas como tava em holandês, não entendi nada...

Também fiquei frustrado por não achar um restaurante de comidas típicas holandesas. O cara do hotel me disse que, por ser um povo muito miscigenado, a Holanda não tem uma comida considerada típica. Duvido, mas tudo bem, me diverti com seus deliciosos queijos, chocolates, cervejas e as famosas batatas fritas em cones com muita maionese! Ah, não posso deixar de elogiar as batatas fritas do McDonalds - mais crocantes,  mais sequinhas e em maior quantidade das vendidas no Brasil.

Na Holanda, assim como na França, as bebidas são vendidas em menor quantidade e são medidas em centilitros e não mililitros. Por isso, os copos de refri nas lanchonetes vêm em 40 cl e não 500 ml; as latinhas são vendidas com 33cl (e não 350ml); as garrafas pet de refri têm, no máximo, 1,5l. 

E mesmo bebendo menos do que americanos e brasileiros, eles levam a sério o xixi. Não se assuste se, de repente, topar com alguém urinando no meio da rua. É que, calma, existem alguns banheiros públicos pelas ruas, daqueles que só cobrem o necessário. Você vê a o rosto da pessoa e as pernas da pessoa fazendo xixi. E ela te vê também. Achei meio assustador, porque você nunca sabe se o cara tá mijando ou fazendo 'outras coisas', né?!

Se você estiver com a grana curta, não tem problema:; existem muitos mercados grandes e bons em AMS. Dá pra se divertir bastante com 50 euros!! O AH é o melhor, tipo uma rede do Extra. Você encontra em tudo que é canto e com preços camaradas...

Ah, e por favor, não converta euros em reais! Esqueça disto, afinal de contas você vai estar viajando, e por isso merece curtir!! Lembre-se sempre da velha frase: "quem converte não se diverte"! Assim, você se esquece que nosso Real não vale nada fora do Brasil. E não vale nada mes-mo!! As casas de câmbio lá na Europa cotam o real a 4,55 pra cada euro. Aí, dói no bolso, viu?!

Não perca seu tempo aprendendo holandês. Êta língua complicada, meu! Os caras puxam o RRRRRRR que nem doidos, parece que cospem uns nos outros de tanto que o R é puxado. Até me arrisquei em ler algumas coisas em alemão, e posso garantir que o holandês é MUITO MAIS difícil!!! Então, vire-se com o inglês mesmo porque a Holanda é o terceiro país em proeficiência no inglês. Só perde pra Suécia e Noruega.

Se você tiver alguma dúvida ou alguma pergunta, por favor, me manda nos comentários que eu terei o maior prazer em responder.

Abraço e Goede reis (boa viagem)

Nenhum comentário: