Tweetar

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

DIETA DA PROTEÍNA - DUKAN

Foto: site oficial
De uns tempos pra cá mais uma dieta ficou famosa e tá virando moda entre as mulheres! É a tal Dieta das Proteínas, ou Dieta de Dukan, o médico francês que inventou esta dieta já famosa entre celebridades e pessoas comuns em todo o mundo.

A dieta funciona assim:

na primeira semana, você só pode atacar as proteínas; na segunda semana, pode alterar proteínas com verduras e legumes. Um dia cada um! Na terceira etapa, já dá pra introduzir frutas e um pão por dia; e a quarta e última etapa é a vez de você manter a fase 1 pelo menos por uma semana ao mês...

Na teoria, a coisa toda é muito simples: você vai perder peso comendo, apenas, proteínas! Existem relatos de mulheres que chegaram a perder 8 kg em apenas um mês!! E este é o mundo ideal que toda mulher - e homem - gostaria, né?!

Mas na prática, é complicado. Afinal de contas, você vai ter que abandonar frutas, legumes e verduras por alguns dias e vai ter que se entupir de peito de peru, mussarela light, ovos (2 por dia no máximo), frango, carnes e até alguns peixes, farelo de aveia... Ah, algumas mulheres dizem que iogurte desnatado e um golinho de refri diet também pode...

Mas além dessa dieta te fazer um mal danado no bolso, porque tudo o que é liberado é mais caro, você vai ter que se privar de muita coisa boa e nutritiva. Sem falar que o combustível do nosso corpo (os carboidratos) são proibidos!

E outra coisa importante: tudo que vem fácil vai fácil, e isso também vale para o peso. Quanto mais rápido você perde peso maior é a chance de você recuperá-lo rapidamente.

Eu cheguei a pesar 90 kg e hoje me estabilizei no que eu considerei meu peso ideal, que é de 72 kg. Mas já cheguei a pesar 63 kg com dicas fáceis, sem deixar de comer nada e sem gastar grana com comida cara.

Se você quer emagrecer sem poder comer um monte de coisas, pode fazer a Dieta das Proterínas. Mas se você quer perder peso sem gastar dinheiro nem passar vontade, clica aqui e manda ver!

Nenhum comentário: