Tweetar

quarta-feira, 21 de março de 2012

AYRTON SENNA DA SILVA!

Se estivesse vivo, o tricampeão mundial de F1 estaria assoprando 52 velinhas... Ayrton Senna foi um mito. Talvez o maior brasileiro de todos os tempos... Ganhou muito, batalhou, virou ídolo mundial e, claro, ganhou muitos desafetos, como Alan Prost e Nelson Piquet. Senna se foi naquele 01 de maio de 1994, um domingo de muito Sol em SP. Naquela época, eu trabalhava na Rádio Globo e estava de folga, mas tinha trampado feito louco na sexta e no sábado, quando Barrichelo sofreu um putza acidente e Ratzemberger morreu no treino. De fato, aquele final de semana foi cavernoso: duas mortes e um piloto que quase foi pro saco também.

Ele, que não queria correr naquele domigo, estaria pressentindo o que viria? Ele, que tanto quis correr pela Williams, acabou morrendo a bordo do carro que sonhava em pilotar. A vida tem dessas coisas... Aos 34 anos, talvez o nosso maior ídolo tinha ido embora... Seu enterro parou o Brasil. Naquele dia, fui acordado pelo som das turbinas dos caças F5, que riscavam o céu de São Paulo, para fazer a última homenagem a Senna. Foram 3 títulos mundiais (88, 90 e 91) em 11 anos de carreira (162 GPs), 41 vitórias (um dia eu falo sobre isso!), 65 voltas mais rápidas.
Ayrton Senna da Silva, pra mim, foi simplesmente the best...


Nenhum comentário: