Tweetar

quinta-feira, 19 de maio de 2011

GAY: SER OU NÃO SER?!?!?!

É, eu sei que é um assunto delicado - sem duplo sentido...rs... Mas o que eu vou falar nada mais é do que eu tenho visto por aí. Gente, ser contra um homossexual é uma coisa; ter a liberdade de não querer que seu filho ou filha seja homossexual é outra! Não vou baixar o nível e dizer que "cada um dá o que quer", mas de uns anos pra cá a sociedade toda tem que não só aceitar, mas engolir tudo o que vem dos gays - novamente sem duplo sentido! Se a pessoa é ou não é, problema (ou sorte) dela!
Agora, o que não pode é achar que tudo é homofobia, pombas!! Se fulano critica a tal cartilha do governo já é taxado de homofóbico; se o cara não quer que o filho seja gay já é homofóbico!! Caramba, e as escolhas dos heteros, não têm espaço nesta sociedade?? Por que eu teria que gostar, aceitar e propagar pra todo mundo que meu filho é gay?? (exemplo hipotético, ok?!) Se a pessoa é gay, e se ela é feliz, pronto! Chega! Agora, não venham querer inputar a fórceps que todos aceitem, gostem, assinem embaixo... Por acaso você conhece uma família que não tenha tido problema ao descobrir um gay na família?? Eu não conheço, e nem acho bom ou ruim afinal todos têm problemas. Mas o que eu quero deixar claro é o seguinte: vâmo pará de falá que o hetero é homofóbico. As pessoas não precisam achar um cara bonito, não precisam amar o fato de ter um filho gay. E pronto! Parece que hoje em dia todas as vontades são gays, e quem não as têm, não é respeitado; não presta! Vamos também levantar a bandeira da heterofobia?? Não é necessário... Os gays são esclarecidos e precisam reconhecer o direito de as pessoas não gostarem dos gays, ué! Falei não gostar e não desrespeitar! O gay se sente mais gay se der um malho no cara no meio da rua?? Quem se sentir ofendido, por acaso, é homofóbico?? Ambos os lados precisam refletir...

Nenhum comentário: